domingo, 12 de julho de 2009

Guitarras soam nos ares da cidade do rock

As aventuras de Ventana e Maquiladora no Campus VI

Noite chuvosa. Isso sempre assola os eventos, com o medo de vir pouca gente. Mas, no fundo, para quem gosta de um bom som ao vivo, isso não é fator determinante para comparecer ou não nos acontecimentos.

Eram sete e meia da noite e eu cheguei no Campus VI, com os pés encharcados, guarda-chuva com goteiras molhando meu cabelo, copo de café comprado na rodoviária e a mente já direcionada para os shows que aconteceriam naquela noite de sábado: Ventana e Maquiladora.

Falei “oi” aos amigos presentes e para as Maquiladoras, que chegaram no mesmo instante em que eu. Não tardou e os amigos Ventana chegaram também. Amigos esses sempre presentes nos acontecimentos da cena mogiana. Firmeza os brothers, como diria o Linari.

Enquanto as garotas da Maquila arrumavam o palco, o Fukuda, do Ventana, veio prosear comigo: “Poxa, Z, sacanagem a gente tocar depois da Maquiladora. O pessoal vai dormir”, disse brincando, já que ele conhece o poder do som delas. “Cara, estamos falando de Maquiladora, não é? É complicado mesmo”, retruquei eu, brincando também.

Brincando mas nem tanto, por que imagino que o Fukuda foi falar com elas sobre a ordem das bandas e, assim, quem ligou os amplificadores primeiro foram os rapazes do Ventana.

Ventana

Ventana eu conheci há alguns meses, quando eles tocaram na Divina Comédia junto com o falecido Motocontínuo. Havia gostado bastante na ocasião, mas preciso dizer que o show desse sábado foi surpreendente. As guitarras pareciam mais altas, os vocais (3/4 da banda canta) mais presentes e fortes (estão ouvindo Motocontínuo, hem?) e viageiras guitarrísticas que me remete a Sonic Youth.

Ventana

Fizeram o som, agradeceram pessoas e elogiaram a cena mogiana. Isso sempre me intriga: o fato das bandas que vêm de fora gostarem tanto de Mogi. Até as bandas que sabem de todas as tretas que enfrentamos na cidade do rock, em relação a eventos, público e tudo mais, como é o caso do Seamus e La Carne, que estão sempre por aqui. Mas, ainda assim, sabendo de todos os problemas, sempre elogiam. Deve ser resultado das boas energias das pessoas e bandas que comparecem, que querem realmente consumir um bom som autoral e conhecer coisas novas.

Ventana

Terminado Ventana, sobem as garotas da Maquiladora. Enfim, inclusive, adquiri meu Parturition, que há muito vinham me prometendo.

Maquiladora

Certo, começam a tocar. É incrível como elas vêm adquirindo mais profissionalismo a cada show que passa. É notável a presença de palco da Thânia (o que me faz até esquecer que estou ansioso pelo novo álbum da Juliette Lewis, mesmo sendo produzido pelo Omar Rodrigues-Lopez), além da uniformidade que é a postura de todas as integrantes, cada qual com sua característica, mas formando um todo sintonizado. Sintonizado e agressivo.

Maquiladora

E não preciso ser redundante em dizer que o show foi foda, que teve o peso que um bom show de rock deve ter.

Maquiladora

Vazei antes das Maquilas terminarem. Fui-me, na noite chuvosa adentro, com as guitarras de Ventana e Maquiladora apitando em meu ouvido e já medindo as palavras que usaria nessa história toda.

Fui embora, mas com fotos feitas e imagens registradas em vídeo. As fotos já podem ser conferidas aqui. Os vídeos amanhã eu posto.

Abraçøs a todos.

Por Zelenski, ao som de Maquiladora.

PS: É impressão minha ou o Motocontínuo excluiu o myspace deles?

7 comentários:

André disse...

Ué!!! Acho que sumiu mesmo o Myspace do Motoco!!!
E ae Gui, cadê ???

Esse foi o melhor show que vi do Ventana! Algumas coisa na banda evoluiu bastante! Legal!! Isso é sinal de que a banda tá muito viva!

Maquiladora é perfeito, isso não é novidade, hehehe.

Novidade é o Omar produzindo a Juliette.... aaaaaa agora eu fiquei atiçado com essa notícia heim!

Regis Vernissage disse...

belas palavras Z, sempre lúcido na descrição do que foi a noite (principalmente aos ausentes, como eu)... sinto muito ter perdido a volta do ventana a mogi rock city mas este findi me foi foda... bem, maquiladora é sempre um esporro e tals, será que alguém pode nos contar como foi gig delas no araraquara rock, sexta passada?

guimotoco disse...

Ventana foi foda mesmo! melhor show que vi deles, contando q foi o quarto ;)
Maquila sempre ótima, nem preciso falar...
Sobre o myspace do moto, realmente eu tirei do ar, pq quero abrir uma nova conta usando o mesmo email q era do myspace do moto...
todo o material do moto está disponivel no jamendo... o myspace só tinha 6 músicas...
bjos!

f f f disse...

Aee! valeu Z!(de novo rsrsr)

muito legal o texto, e a gente não poderia tocar mesmo depois delas né, as garotas são destruidoras!

Foi muito bom, esperamos mais!

Abraços a todos de Mogi

Gab Chacon disse...

As meninas mais uma vez arrasaram, tá até cansativo falar isso, mas precisamos repetir o quanto for possível!
Reeegis, a Nyne me contou que o Jorge doido ficou lá no 'Agagaquara' Rock os 3 dias ALONÃO hahahahaha, voto pra ele tecer os comentários. :}

Regis Vernissage disse...

kkkkk... o jay pira...
=]

J disse...

dear gab,
adoraria poder narrar vividamente como foi a avalanche sonora das Maquilas na terra do povo gente boa. Mas, por conta da festança da Raquel, que pra mim durou mais de 24horas, não cheguei a tempo de presenciar esse espetáculo (inda bem q vi no ano passado).conversando com o Brieba, disse-me ele que foi como no ano anterior, que logo nas primeiras notas, o povo postou-se ante ao palco com a curiosidade que sempre termina no bate-cabeça descontrolado que tu bem conhece. Então acho que foi tudo bem naquele palcão da porra. Só ele ou elas pra nos fornecerem os detalhes mais exclusos do show maquilador no fest na cidade do sol q choveu pra merda.

Aqui repito o que já disse à alguns: "Alguém devia apresentar o prefeito de mogi ao de araraquara e/ou são carlos, pra ver se ele enxerga que festival de rock é festival de cultura, e não (soh) aglomeração de maloqueiros desoculpados".

vlw pelo voto! rs